“Autor da morte de criança de 2 anos em Garibaldi segue sob tratamento psiquiátrico”, afirma delegado

Na noite desta quinta-feira (17), por volta das 19h, o delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Garibaldi, Clóvis Rodrigues de Souza, concedeu entrevista coletiva na qual abordou estatísticas da criminalidade no ano de […]


Publicado por Adriano Padilha

há 5 meses atrás

Compartilhar

Na noite desta quinta-feira (17), por volta das 19h, o delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Garibaldi, Clóvis Rodrigues de Souza, concedeu entrevista coletiva na qual abordou estatísticas da criminalidade no ano de 2020 em Garibaldi, bem como explanou dados relativos às operações policiais realizadas e detalhes técnicos de investigações de crimes ocorridos na região.

A coletiva é concedida anualmente pelo delegado. Neste ano de 2020, em função da pandemia, a entrevista foi voltada somente para órgãos de imprensa e não teve a participação de representantes de entidades, conforme ocorre todos os anos.

O delegado falou sobre dois crimes bárbaros ocorridos em Garibaldi. Sobre o caso do adolescente abusado no interior de Garibaldi, o delegado afirma que o inquérito está em fase final.

Outro caso tratado pelo delegado foi sobre o crime que resultou na morte de uma criança de 2 anos de idade, pelo próprio pai. Na ocasião, a criança foi morta asfixiada e posteriormente levou três facadas. Conforme informações do delegado, foi solicitado um prazo maior para a finalização do inquérito policial.

As investigações avançaram e dão conta de que o autor do crime, no caso o pai da criança, estava em um surto psicótico e no momento continua sob tratamento psiquiátrico.

Em relação as operações realizadas no município, chama a atenção de que no ano de 2020 o número de prisões por tráfico de drogas foi de 18, enquanto que no ano de 2019, 39 prisões foram realizadas.

O delegado afirma que a redução das prisões reflete justamente a eficiência das operações realizadas no ano anterior, que fizeram com que lideranças do tráfico de drogas de Garibaldi migrassem para outras cidades.

O número de homicídios que foi de 7 em 2019, é de 8 em 2020. Um total de 2.467 ocorrências foram registradas na delegacia no ano de 2019, enquanto que no ano de 2020 o número foi de 2.643. Segundo o delegado, o aumento está relacionado a pandemia e o fato de muitos registros terem sido feitos de forma online.

Generic placeholder image
Por Adriano Padilha

há 5 meses atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Viva na Madrugada

    A SEGUIR

    • Programa Bom Dia Trabalhador

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider