Secretaria da Saúde registra 20 focos do mosquito Aedes Aegypti em Caxias do Sul

A Vigilância Ambiental confirmou nesta quarta-feira (17), que 20 focos do mosquito Aedes aegypti foram identificados em Caxias do Sul. A Secretaria da Saúde orienta a comunidade para que redobre os cuidados, eliminando pontos de […]


Publicado por Adriano Padilha

há 2 meses atrás

Compartilhar

A Vigilância Ambiental confirmou nesta quarta-feira (17), que 20 focos do mosquito Aedes aegypti foram identificados em Caxias do Sul.

A Secretaria da Saúde orienta a comunidade para que redobre os cuidados, eliminando pontos de água parada, para frear a reprodução do mosquito. Em todo o ano de 2020, a Vigilância Ambiental localizou 27 focos de Aedes e, em 2019, 34. O inseto é responsável por transmitir dengue, zika vírus e febre chikungunya.

Os últimos 10 focos foram identificados nos bairros São Luiz da 6ª Légua (quatro focos: na roda de um brinquedo, em uma caixa d’água, em um pneu e em um balde); Charqueadas (três focos: em dois pneus e em uma caixa d’água); Tijuca (um foco em um pneu); Cruzeiro (um foco em um pneu); e Pio X (um foco em um balde). Todos foram registrados em residências.

Anteriormente haviam sido confirmados focos nos bairros Colina Sorriso (um foco), São Luiz da 6ª Légua (três), Tijuca (um), Charqueadas (um), Bela Vista (dois), Santa Fé (um) e Desvio Rizzo (um).

“Estamos muito preocupados com o aumento do número de focos encontrados, porque isso amplia a possibilidade de termos casos dessas doenças. Precisamos que a população nos ajude, limpando o pátio de suas residências e não deixando água parada. Estamos fazendo um trabalho constante, mas a colaboração dos moradores é essencial: a cada chuva de verão, mais locais estão ficando com água acumulada, que é onde o mosquito se reproduz”, destaca a diretora técnica da Vigilância Ambiental, Sandra Flavia Tonet.

Agentes de endemias realizam vistorias a partir de denúncias e percorrem 225 pontos estratégicos, onde há grande possibilidade de gerar criadouros do inseto. O telefone para denunciar locais com suspeita de focos do mosquito é o 156, do Alô Caxias.

Abaixo, confira algumas dicas para evitar a proliferação do mosquito da dengue:
– Limpar com escovação semanal o recipiente de água dos animais domésticos;
– Recolher o lixo do pátio;
– Colocar o lixo ensacado para ser recolhido pela Codeca;
– Recolher pneus inservíveis e armazená-los em locais secos e protegidos da chuva, ou encaminhá-los ao Ecoponto da Codeca;
– Tampar caixas d’água;
– Colocar telas milimétricas em caixas d’água descobertas, reservatórios de captação de água da chuva e nos ralos;
– Limpar as calhas;
– Semanalmente, lavar e escovar piscinas plásticas, trocando a água;
– Eliminar os pratinhos das plantas.

Fonte: Assessoria de imprensa

Generic placeholder image
Por Adriano Padilha

há 2 meses atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Jornal Leouve

    A SEGUIR

    • Programa Alegria de Minha Terra

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider