Retirada de barracas de lanches da frente do Hospital Geral gera polêmica em Caxias

Há oito anos, todos os dias da semana, as proprietárias de dois quiosques de lanche, Andreia Silva de Almeida e Marileia Silva Tormes, ficam na frente do Hospital Geral, comercializando alimentos. O principal público da […]


Publicado por Adriano Padilha

há 2 semanas atrás

Compartilhar

Há oito anos, todos os dias da semana, as proprietárias de dois quiosques de lanche, Andreia Silva de Almeida e Marileia Silva Tormes, ficam na frente do Hospital Geral, comercializando alimentos. O principal público da dupla são as equipes do hospital, pacientes, alunos da Universidade de Caxias do Sul (UCS), funcionários da saúde de outros municípios e demais transeuntes da região.

Para a instalação destes pontos de lanche, as proprietárias pagam impostos, como água, luz e alvará. Ambas estão com as quitações em dia perante a prefeitura. Porém, há alguns dias, elas receberam uma notificação de que precisariam mudar de local, devido as obras de ampliação que serão feitas no Hospital Geral, no local onde hoje é CTG Rincão da Lealdade.

Elas aceitaram a mudança, porém, segundo Marileia, não houve uma conversa entre elas e a direção do Hospital. O que elas sabem até o momento é por terceiros. Ainda, a exigência da retirada dos quiosques é imediata, porém elas terão que arcar sozinhas com a troca de espaço.

Marileia salientou que a direção do hospital está “irredutível” e exige a saída delas dali, porém o ponto já é fixo com a clientela formada. Ela comenta que até o momento ninguém da direção contatou as proprietárias. Todas as negociações foram feitas diretamente com o secretário de Urbanismo, João Uez.

“O que a gente quer é o melhor pra ambos, não prejudicar ninguém nem ser prejudicados. O que nós queremos é que o diretor do Hospital venha conversar com a gente, nos dar um parecer.”

De acordo com o secretário Uez, ocorre nesta terça-feira (27) uma reunião com as duas proprietárias para decidir um novo local da cidade para a instalação do ponto de lanche. “A reunião será a fim de fazer o estudo juntamente com elas pra fazer a realocação naquelas duas casinhas, pra outro local da cidade, tendo em vista que o Hospital Geral solicitou a retirada delas, por conta do aumento e as reformas junto ao Rincão da Lealdade pra futuras instalações de dependência do Hospital Geral. “

O secretário explicou que nestes casos, a licença das casas de lanche ali são “licenças precárias e são renovadas anualmente. E, quando o poder público entender que ali não pode mais ficar por uma situação maior, e neste caso a situação é da saúde do aumento do hospital, se faz a retirada destas pessoas.”

O Hospital Geral, por meio de sua assessoria, informou que “o hospital optou por não se pronunciar, pois o secretário Uez já fala em nosso nome”. Não há confirmação que a direção do hospital vá participar da reunião nesta terça-feira.

Generic placeholder image
Por Adriano Padilha

há 2 semanas atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Viva Noite

    A SEGUIR

    • Programa Viva na Madrugada

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider