Policial rodoviário federal aposentado morre após ser baleado em confusão com PMs em Torres

Conforme informações do delegado da Polícia Civil, em plantão em Torres, Adriano Koehler Pinto, o policial aposentado da Polícia Rodoviária Federal, Fábio Cezar Zortea, foi morto durante um tumulto na noite deste domingo, 22, na […]


Publicado por Rafaela Vargas

há 1 mês atrás

Compartilhar

Conforme informações do delegado da Polícia Civil, em plantão em Torres, Adriano Koehler Pinto, o policial aposentado da Polícia Rodoviária Federal, Fábio Cezar Zortea, foi morto durante um tumulto na noite deste domingo, 22, na cidade de Torres, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

De acordo com o registro da ocorrência, dois filhos da vítima, estiveram em estabelecimentos comerciais para adquirir bebidas alcoólicas, causando confusão no comércio. A Brigada Militar foi chamada para intervir e os jovens reagiram a ordem de abordagem. A ação culminou em frente ao prédio onde residem, nas proximidades do camelódromo. O policial aposentado Fábio Zortea, pai dos dois rapazes, desceu do apartamento para intervir, momento que ocorreu um forte tumulto e alguns disparos de arma de fogo foram realizados.

De acordo a Polícia Civil, responsável pela investigação, houve luta e tentativa de desarmar os policiais e agressão. Um dos jovens também foi baleado e encaminhado ao hospital Nossa Senhora dos Navegantes. A Polícia Civil já solicitou a prisão dos dois filhos do policial aposentado, e vai investigar a autoria dos disparos.

!!! ATENÇÃO !!! IMAGENS FORTES!!!

NOTA OFICIAL DA BM SOBRE CONFRONTO EM TORRES

A Brigada Militar manifesta-se, por meio desta nota, sobre a ocorrência na madrugada da segunda-feira (23/8), no centro de Torres, na qual houve confronto entre dois policiais do 2º BPAT e três indivíduos. Após abordagem ao veículo em que dois deles estavam, o pai de ambos saiu de dentro de um prédio e houve o confronto do qual restaram um dos homens lesionados, um PM ferido e o pai, o policial rodoviário federal aposentado Fábio Cezar Zortea, em óbito.

Em primeiro lugar, a Brigada Militar lamenta a morte do policial aposentado e reforça a integração que mantém com a Polícia Rodoviária Federal.

O Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Litoral (CRPO Litoral) já instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar os fatos e determinou como encarregado do IPM um oficial do Comando Regional, e não do 2º BPAT, a fim de manter total isenção e elucidar a ocorrência com a transparência necessária.

A Brigada Militar também informa que os policiais militares envolvidos na ocorrência já estão afastados de suas atividades e serão atendidos pelo serviço psicossocial prestado pelo Comando Regional, em Osório.

Tão logo o IPM seja concluído, no prazo máximo de 60 dias, a Brigada Militar prestará as devidas informações.

Generic placeholder image
Por Rafaela Vargas

há 1 mês atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Bom Dia Trabalhador

    A SEGUIR

    • Programa Alto Astral

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider