Mesmo sem ser entregue oficialmente, estrada já apresenta buracos, em Bento Gonçalves

Nem mesmo foi oficialmente entregue a população, e o asfalto na estrada Joaquim Cantelli na Linha Palmeiro, distrito de São Pedro, já apresenta buracos e corrosão das porções laterais. A empresa responsável foi contratada através […]


Publicado por Adriano Padilha

há 3 meses atrás

Compartilhar

Nem mesmo foi oficialmente entregue a população, e o asfalto na estrada Joaquim Cantelli na Linha Palmeiro, distrito de São Pedro, já apresenta buracos e corrosão das porções laterais. A empresa responsável foi contratada através de licitação, a obra teve custo de mais de R$1,2 milhão, asfaltou somente 2,3 km e passado mais de um do inicio dos trabalhos, a melhoria no trecho ainda não está pronta de maneira oficial.

Esta via tem papel importante na conexão de Pinto Bandeira com os Caminhos de Pedra, mas também por ser uma estrada acessível para quem trafega através do Barracão, em Bento Gonçalves. Quando, no dia 19 de maio de 2020 os trabalhos iniciaram, os moradores da região comemoraram, pois até então, a estrada era de terra e, durante épocas de chuva e temporada de colheita, causava transtornos aos produtores e, também, aos turistas que por ali tentavam passar.

Passado pouco mais de um ano, já circulam nas redes sociais vídeos e fotos das condições precárias do asfalto no local. Por conta destas queixas online, a reportagem deslocou-se até a estrada Joaquim Cantelli para averiguar o estado da obra.

Lá, é possível ver as corrosões causadas pela água que escoa por baixo do asfalto e não pelas canaletas de concreto. São crateras de metros de comprimento nas faixas laterais da estrada, além de pequenas pedras, da cor do asfalto, que estão soltas em diversos pontos da via. Em alguns pontos, a sinalização dos limites da via foram marcados por cima de buracos.

A reportagem entrou em contato com o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Bento Gonçalves, o IPURB, para saber o porquê da estrada apresentar buracos e corrosões, e, também se a empresa responsável reparará o trecho. O diretor do Instituto, Heitor Tártaro afirmou que os problemas já foram apontados por fiscais IPURB e a companhia que fez o asfaltamento foi notificada corrigirá as falhas.

Por fim, Tártaro reforçou que semanalmente as obras são vistoriadas para que o resultado seja o melhor possível.

Fonte: www.leouve.com.br – Grupo RSCOM

Generic placeholder image
Por Adriano Padilha

há 3 meses atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Bom Dia Trabalhador

    A SEGUIR

    • Programa Alto Astral

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider