Marcopolo e Randon estendem suspensão das atividades em função de paralisações

A indústria caxiense é cada vez mais afetada pela paralisação de caminhoneiros em todo o país. Nesta segunda-feira, a Marcopolo informou que suspenderá as atividades em suas unidades fabris no Brasil de 28 de maio […]


Publicado por Ricardo Costa

há 3 anos atrás

Compartilhar

A indústria caxiense é cada vez mais afetada pela paralisação de caminhoneiros em todo o país. Nesta segunda-feira, a Marcopolo informou que suspenderá as atividades em suas unidades fabris no Brasil de 28 de maio a 1º de junho. A paralisação da produção na próxima semana foi aprovada após votação dos colaboradores realizada ontem, quinta-feira, 24 de maio. A empresa emprega cerca de 5 mil pessoas em Caxias do Sul.

Em comunicado, a Marcopolo afirma que a medida fez-se necessária em virtude do desabastecimento de suas linhas de produção em decorrência da paralisação dos caminhoneiros em todo o território nacional. Para cumprir o compromisso de entregas aos clientes haverá compensação das horas conforme alinhamento realizado com o Sindicato dos Metalúrgicos. A empresa seguirá acompanhando a evolução do tema e caso haja possibilidade de retorno antecipado os colaboradores serão informados.

A mesma medida precisou ser adotada pela Randon, que anunciou a paralisação das atividades no bairro Interlagos nesta terça-feira, dia 29. A empresa ainda vai avaliar se suspende o trabalho no restante da semana. Já a Agrale, que havia suspendido as atividades em uma unidade na semana passada, anunciou hoje que a suspensão também valerá para outras duas. A princípio a medida vale até sexta-feira, mas os funcionários serão avisados caso a situação mude.

Generic placeholder image
Por Ricardo Costa

há 3 anos atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Viva Noite

    A SEGUIR

    • Programa Viva na Madrugada

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider