CDL E CIC de Caxias comemoram com cautela retorno das atividades na Região da Serra

A CDL e CIC de Caxias do Sul comemoraram de forma cautelosa o retorno da região da Serra Gaúcha para a classificação de bandeira laranja, que permite o funcionamento do chamado varejo não essencial com […]


Publicado por Adriano Padilha

há 9 meses atrás

Compartilhar

A CDL e CIC de Caxias do Sul comemoraram de forma cautelosa o retorno da região da Serra Gaúcha para a classificação de bandeira laranja, que permite o funcionamento do chamado varejo não essencial com 50% de funcionários e maior flexibilização das atividades de serviços, entre elas a retomada dos restaurantes.

A decisão anunciada nesta segunda-feira (03) pelo Governo do Estado do e passa a vigorar a partir desta terça-feira (04), após três semanas de restrições consecutivas impostas pela bandeira vermelha.

O presidente da CDL Caxias, Renato S. Corso, analisa que a decisão do governador Eduardo Leite é um respiro para a economia, mas reforça que é preciso redobrar a atenção para que as medidas sejam mantidas nas próximas rodadas de avaliação.

“Ficamos contentes com a bandeira laranja, que possibilita que o comércio e os serviços não essenciais possam retomar suas atividades. Mesmo com redução parcial no atendimento, é um alento para dar continuidade aos negócios, especialmente nesta semana em que estamos às vésperas do Dia dos Pais. A prioridade é mantermos as empresas abertas, com todos os cuidados que temos tomado. É o momento de unirmos forças para superar este desafio. Entretanto, esperamos que, urgentemente, o governo do Estado faça um aperfeiçoamento no Modelo de Distanciamento Controlado, tornando-o mais equilibrado com todos os setores da economia”, resume.

O presidente da CIC, Ivanir Gasparin, também disse estar otimista com os resultados da reunião marcada para esta terça-feira (04) entre o Comitê de Crise do governo estadual e a Federação de Associações das Associações de Municípios do RS (Famurs) que discutirá mudanças no plano de distanciamento controlado.

“Acreditamos na palavra do governador de que o estado fará ajustes no sistema, adotando regras mais flexíveis no modelo de bandeiras e garantindo um mínimo de sobrevivência das empresas mais abaladas pela crise da pandemia do coronavírus. Desde o início, a CIC Caxias tem se posicionado favoravelmente ao distanciamento social e ao comportamento consciente da população como medida para conter o avanço da doença, mas entende que saúde e economia são os dois lados da mesma moeda e igualmente prioridade neste momento crucial na vida de imensa parcela de gaúchos, especialmente daqueles que já perderam o seu empregou ou daqueles que já fecharam suas empresas. Economia significa salário e pão na mesa do empresário e do trabalhador”, disse.

Generic placeholder image
Por Adriano Padilha

há 9 meses atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Entardecer na Querência

    A SEGUIR

    • Programa Clube do Ouvinte

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider