Câmara de Vereadores de Caxias devolve mais de R$ 13 milhões à prefeitura em 2020

Na manhã desta quarta-feira (23) o presidente da Casa Legislativa de Caxias do Sul, Ricardo Daneluz (PDT), divulgou os números referentes a 2020. Neste ano, por conta da pandemia, o Legislativo devolveu recursos de forma […]


Publicado por Adriano Padilha

há 9 meses atrás

Compartilhar

Na manhã desta quarta-feira (23) o presidente da Casa Legislativa de Caxias do Sul, Ricardo Daneluz (PDT), divulgou os números referentes a 2020. Neste ano, por conta da pandemia, o Legislativo devolveu recursos de forma mensal ao Poder Executivo. Até setembro, haviam sido devolvidos mais R$ 8,5 milhões. Nos últimos três meses, mais R$ 5 milhões foram devolvidos, totalizando R$ 13.701.652,97. Este valor equivale a 33% do orçamento da casa. Em 2019 a devolução foi de R$10,5 milhões.

O ano de 2020 foi marcado inicialmente pelo impeachment do ex-prefeito Daniel Guerra, o então presidente da Câmara Flávio Cassina, por lei, assumiu em mandato “tampão” o Poder Executivo. Na casa legislativa Ricardo Daneluz ocupou o cargo da presidência. Logo após veio a pandemia, o que afetou vários segmentos, contudo na visão de Daneluz não afetou drasticamente os trabalhos dos vereadores.

De acordo com ele, todos os projetos que foram enviados pelos vereadores e Poder Executivo que estavam prontos, entraram em pauta na casa. Foram 97 ao longo do ano. Mesmo com a pandemia, ocorreram 88 sessões ordinárias e 76 extraordinárias. Destas algumas sendo remotas, outras na sala Geni Peteffi, por ser mais arejada. Ao todo foram 1092 indicações protocoladas, leis ordinárias 111 e complementar 38.

Ricardo Daneluz comentou que houve algumas mudanças positivas, como desburocratização dos processos, dentre eles a integração dos sistemas de documentos entre a prefeitura e a Câmara, agilizando o encaminhamento. A população e os vereadores puderam protocolar projetos online, além de ter sido a primeira vez na história que sessões foram realizadas virtualmente.

No ano, segundo o presidente, foi realizada uma reforma administrativa, incluindo o congelamento dos salários dos vereadores por mais quatro anos. Ainda foram cortados Cargos de Confiança (Ccs), suspensões de contratos e de horas extras o que gerou uma economia de R$1.206.682,64. Esta reforma deve gerar uma economia de R$5 milhões nos próximos quatro anos.

As eleições de 2020 também foram destacadas pelo Ricardo Daneluz, onde pela primeira vez a Câmara de Vereadores realizou debates entre os candidatos a prefeito e vice.

Para os próximos quatro anos, Ricardo Daneluz não pretende estar na presidência da Câmara, mas pode participar da mesa diretora. Segundo ele a expectativa com o Poder Público é positiva, já que os eleitos Adiló e Paula já tem um bom convívio com a Câmara. Já em relação a casa legislativa a expectativa é de fortes debates já que estará bem mista de opiniões políticas.

Generic placeholder image
Por Adriano Padilha

há 9 meses atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Alto Astral

    A SEGUIR

    • Programa Jornal Leouve

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider