noticias

Padre de Farroupilha diz que aumento de impostos é pecado grave


O Padre José Mussoi, responsável pela Paróquia Jesus Bom Pastor de Farroupilha, comentou sobre a reforma tributária que está sendo proposta pelo governo do Rio Grande do Sul. Segundo o pároco, um aumento da tributação nesse momento é pecado. Ele diz que há muitas coisas a serem feitas antes desta revisão que vai impactar diretamente sobre a população.

Ele defende que antes de aumentar impostos, é necessário terminar com a estabilidade de empregos adquiridos com a máquina pública, reduzir o número de deputados, vereadores, cargos de confiança e secretárias, que tem um custo muito alto para os cofres públicos.

Conforme Mussoi, essa cobrança deve partir da população.

“Precisamos mobilizar o povo e fazer acontecer, isso é fazer em nome da fé e do bem comum. Fazer em nome do povo trabalhador do campo, da cidade e das empresas. Temos que parar de ser reféns dessa corrupção e desse luxo dos poderes públicos que só tomam cafézinho e não servem ao povo, vivendo de regalias, isso não pode, temos que mudar isso”.

O padre ainda diz que deveria haver o corte de salários nas esferas executivas, legislativas e judiciária, com reajustes anuais, com o mesmo percentual de aumento do salário mínimo pago ao trabalhador, além de haver um maior combate a sonegação de impostos.

O padre diz que é necessário que os políticos pensem mais no povo, para ele, é preciso “tirar a carne de quem não merece comer”, no caso o poder público, e entregar em forma de obras que melhorem a vida da população.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *