noticias

Meteorologistas alertam para ciclone que pode atingir o Rio Grande do Sul nesta segunda-feira


A MetSul alerta que o domingo (04) de muito vento em várias regiões gaúchas precede a formação de um ciclone extratropical na costa do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (05). O tempo segue com vento moderado com rajadas fortes em diversas regiões e que tendem a se intensificar na segunda metade do dia. Durante a manhã os ventos ficaram entre 30 km/h e 50 km/h com rajadas isoladamente superiores, mas entre a tarde e a noite ganha força no Centro, Sul e no Leste do Estado.

As rajadas mais fortes devem ocorrer no Sul gaúcho, na área da Lagoa dos Patos e seu entorno e na faixa costeira (Litoral) com rajadas entre 60 e 80 km/h entre o meio da tarde e a noite deste domingo e ainda nas primeiras horas da segunda-feira. Estas zonas de maior risco de vento forte incluem a área de Porto Alegre, onde o vento do quadrante Leste deve apresentar maior intensidade na segunda metade do domingo e no começo da segunda-feira

O motivo, inicialmente, para a ventania no Rio Grande do Sul não tem nada a ver com ciclone ou temporal. É consequência da grande diferença de pressão atmosférica e de temperatura com um centro de alta pressão associado à massa de ar frio que avança do Centro da Argentina para o Atlântico e uma baixa térmica entre o Norte do Paraguai e o Mato Grosso do Sul associada ao ar muito quente.

Entre o final da segunda-feira e o começo da terça-feira, depois de uma diminuição da intensidade do vento por algumas horas, o Sul e o Leste do Estado devem experimentar a reintensificação do vento por conta da formação de um ciclone extratropical sobre o Atlântico a Sudeste do território gaúcho. Este ciclone se forme a Sudeste do Rio Grande do Sul nesta segunda e se afasta no decorrer da terça. Enfatizamos que não será profundo e muito menos terá característica de bomba.

As rajadas mais fortes devem ocorrer no Sul gaúcho, em particular entre o Chuí e Mostardas, com velocidade entre os 60 km/h e 80 km/h, mas rajadas são possíveis entre o final da segunda e a manhã de terça em pontos do Leste do Estado como a Lagoa dos Patos e seu entorno assim como o Litoral Norte gaúcho. Devem ficar entre 50 km/h e 70 km/h, podendo se isoladamente superiores.

O tempo muito ventoso do domingo e do começo da segunda-feira, e um segundo momento com o vento moderado a forte por conta do ciclone entre o final da segunda e parte da terça, podem trazer alguns transtornos como queda de árvores, falta isolada de luz e queda de estruturas mais frágeis.

Devido à chuva prevista na segunda metade do dia e no começo da segunda, e que vai se somar à volumosa ocorrida ontem e nos últimos dias, o que deixa o solo mais instável pela saturação de água, o vento moderado a forte agrava muito o risco de queda de árvores em Porto Alegre e outras localidades do Leste gaúcho.

Fonte: MetSul Meteorologia 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *