Caminhoneiros caxienses criticam condições de trabalho, o alto preço de combustíveis e dos pedágios

Um grupo de caminhoneiros autônomos realizaram uma manifestação na ERS 122, em Forqueta, entre Caxias do Sul e Farroupilha, durante a terça-feira, dia 7, e a madrugada e início da manhã desta quarta-feira, dia 8. […]


Publicado por Rafaela Vargas

há 2 semanas atrás

Compartilhar

Um grupo de caminhoneiros autônomos realizaram uma manifestação na ERS 122, em Forqueta, entre Caxias do Sul e Farroupilha, durante a terça-feira, dia 7, e a madrugada e início da manhã desta quarta-feira, dia 8. O principal momento foi por volta das 6h de hoje, quando mais de 500 caminhões ficaram parados nas margens da rodovia e nos estacionamentos de postos de combustíveis. A falta de união da categoria, bem como as divergências na pauta de reivindicações acabaram desestimulando os organizadores, que decidiram encerrar o protesto por volta das 6h45min.

Os caminhoneiros reivindicavam algumas melhorias, como por exemplo, preços do pedágio e do combustível, a segurança nas estradas e em abordagens policiais, multas excessivas, valores da carta frete e a liberdade em relação a pautas nacionais.

O caminhoneiro caxiense, que terá o seu nome preservado pela reportagem, desabafa sobre a situação da categoria, e a falta de comprometimento dos demais colegas de profissão.

De acordo com as polícias rodoviárias no momento não há nenhum ponto de bloqueio na região. Apenas piquetes de alguns grupos isolados em Flores da Cunha, Nova Petrópolis e Canela.

Generic placeholder image
Por Rafaela Vargas

há 2 semanas atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Bom Dia Trabalhador

    A SEGUIR

    • Programa Alto Astral

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider