Após terceiro cancelamento, Comissão Processante estipula prazo final para oitivas de impeachment em Farroupilha

A Comissão Processante de um, dos dois processos de impeachment que o prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves (PDT) enfrenta, emitiu um despacho na noite da segunda-feira (20), em que informa que o denunciado tem até […]


Publicado por Adriano Padilha

há 12 meses atrás

Compartilhar

A Comissão Processante de um, dos dois processos de impeachment que o prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves (PDT) enfrenta, emitiu um despacho na noite da segunda-feira (20), em que informa que o denunciado tem até às 17h desta quarta-feira (22) para responder em que dias as oitivas do processo irão ocorrer.

Os depoimentos já foram adiados em três oportunidades. A primeira deviso a pandemia da Covid-19; a segunda, na última sexta-feira (17), após um comunicado que o advogado de defesa estava em atestado odontológico e a última, na segunda-feira (20), quando o prefeito viajou para Brasilia para cumprir agenda.

Agora, a Comissão divulgou que a defesa precisa decidir entre a próxima segunda-feira (27), terça-feira (28) ou quarta-feira (29). Também foram colocados à disposição dois horários para o depoimento do prefeito, com a condição de que as testemunhas sejam ouvidas no turno contrário. O denunciado também deverá decidir se mantém os mesmos nomes das testemunhas e se haverá a necessidade de equipamentos para que as oitivas ocorram de forma on-line.

O presidente da Comissão, vereador Fabiano Piccoli (PSB), comentou sobre os cancelamentos por parte da defesa de Claiton.

“A estratégia da defesa do prefeito, no nosso ponto de vista é uma estratégia errada, porque posterga por alguns dias os encaminhamentos finais, mas denigre, ainda mais a imagem do prefeito frente a sociedade. É uma clara tentativa de fugir do desfecho final e nós estamos atentos aos prazos do decreto lei que é de 90 dias. Nosso compromisso com a celeridade do processo está mantido”, disse.

O despacho ainda diz que, caso eleita a nova data das oitivas, o não comparecimento ou novo pedido de adiamento, será encarado pela Comissão Processante como uma desistência do exercício de direito a ampla defesa por parte de Claiton e que será dado os devidos encaminhamentos ao processo.

Generic placeholder image
Por Adriano Padilha

há 12 meses atrás

Compartilhar
    lens

    AGORA

    • Programa Bom Dia Trabalhador

    A SEGUIR

    • Programa Alto Astral

Previsão do tempo

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider